Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias D'uma Jornalista

Jornalista de paixão que adora escrever e contar histórias. Gosto de ser a voz de quem não pode contar a própria história. E é isso que quero ser, a vossa voz.

Histórias D'uma Jornalista

Jornalista de paixão que adora escrever e contar histórias. Gosto de ser a voz de quem não pode contar a própria história. E é isso que quero ser, a vossa voz.

19.06.20

9 tipos de homens que existem

A Jornalista
Lembram-se daquele pedido que vos fiz no insta? De todas as respostas que me enviaram, por incrível que pareça, esta foi a mais unânime. Querem que eu fale de homens. Dos tipos de homens. Aí o que vocês estão a pedir… Então vamos lá isto. Mais uma vez digo, é apenas a minha humilde opinião. Ao longo deste texto vou analisar os tipos de homens que existem. Não significa que sejam todos assim, atenção. 1 – O DESPORTISTA IKEA Este é aquele tipo de homem, que parece um (...)
06.06.20

#Diário de treino - 4

A Jornalista
Ai se vocês soubessem.. Bom nesta semana os treinos foram fora do normal. Quarta feira não houve treino por motivos profissionais e disse que iria treinar na quinta feira. Contudo, quinta feira de tarde, a seguir ao trabalho, a vossa amiga Kátia decide esbardalhar-se literalmente em pleno Marquês de Pombal. Sim. Em pleno trânsito parado no semáforo, a Kátia decide dar espetáculo. Bom, resultado disto: um pé torcido, pulso direito dorido, braço esquerdo com nódoa e o joelho (...)
02.06.20

#Diário de treino - 3

A Jornalista
Terceiro treino feito. Sim, continua-me a doer tudo. Aliás, a mim doí-me sempre tudo e mais alguma coisa ( sou muito queixinhas eu sei ). Eu avisei o Mauro que ia ser a aluna mais difícil de todas, tento sempre arranjar desculpas para fazer menos :P Mas bom, no fim-de-semana fui fazer uma corridinha e senti-me com bastante energia. Outra coisa que comecei a notar é que me dá menos vontade de comer e sinto-me com mais energia. Tipo consigo deitar-me tarde e a más horas e no dia a (...)
30.05.20

Desculpa pai, desculpa mãe.

A Jornalista
“Desculpa mãe, desculpa pai. Desculpa se choro muito, mas, às vezes, a dor é muito forte e eu preciso de chorar. Não é por mal. Não te quero chatear. Desculpa mãe, desculpa pai, se às vezes eu me porto mal. Sei que queres que me porte sempre bem, mas eu sou uma criança e, às vezes, preciso de me portar mal, para me ensinares o que devo e não devo fazer. No entanto, não precisas de me bater, pai. Se falares comigo com calma, eu vou entender. Desculpa se às vezes desarrumo o (...)